Buscar
  • 8 To One

Dúvidas nunca mais! #2

Tenho mais de 20 anos de experiência no mercado da NR-13, no mercado de inspeção de equipamentos de alto risco, garantindo a integridade e segurança de equipamentos e da vida acima de tudo, hoje vou responder e esclarecer questões sobre esse tema que sempre está se adaptando. Acompanhe essa série para tirar aquela dúvida sobre aquele item que tanto dificulta o entendimento do profissional habilitado. As perguntas são selecionadas ao acaso, vamos a elas então!


Pergunta: Marcos, qual o software que você usa para fazer cálculos de elementos finitos?

Resposta: Primeiro vou explicar o que são elementos finitos, basicamente é o cálculo que é feito quando o equipamento não possui código de fabricação. O software que eu uso é o Autodesk Inventor ou o ANSYS. Ele é um programa que permite criar simulações virtuais em três dimensões, além dos modelos poderem ser criados no programa, os modelos 3D são funcionais, muito semelhante ao mundo real, assim através de uma malha o software analisa os pontos mais fracos para que possamos avaliar sobre a resistência dos materiais quanta pressão suporta o equipamento, definindo assim a PMTA e a espessura mínima para o local analisado. Algumas vezes é necessário aplicação de reforços para manter a PMTA pré-definida atendendo o processo.

Pergunta: Os prontuários reconstituídos dos vasos de pressão são elaborados com ajuda de qual software?

Resposta: Existem dois softwares para fazer os prontuários que são mais conhecidos no mercado. O primeiro é o PV Elite, que também é um programa baseado no código ASME, eu uso para fazer alguns projetos mais específicos, porém o que eu mais uso é o Cérebro Mix PV. Nesse caso existe uma diferença bem grande de valores, no caso do PV Elite, por ser muito caro, quando eu preciso de um serviço desse software eu acabo por subcontratar o trabalho. Mas na maioria dos casos utilizo o Cérebro Mix PV, que é um software desenvolvido para cálculo, inspeção, simulação e desenvolvimento de vasos de pressão e agitadores. Possuímos este software e ele tem nos atendido muito bem nos últimos anos.


Pergunta: Quais as maiores dificuldades do operador iniciante de caldeiras ou vasos de pressão?

Resposta: Na minha opinião a prática é a maior dificuldade. Se você é um operador de unidades de processo (vasos de pressão de categoria 1 e 2), ou operador de caldeira, quando você inicia seu trabalho na empresa, você logo vai precisar do treinamento de 40 horas baseado no Anexo 1 da Norma NR-13. Apesar de ser 40 horas, falando sobre vários aspectos como temperatura, vapor, válvulas de segurança, unidades de medida entre outros temas, é um treinamento que se distancia um pouco da verdadeira prática do serviço. Por isso a norma exige também a supervisão prática, que funciona basicamente como um verdadeiro estágio supervisionado na prática. Basta o proprietário seguir as diretrizes da norma que tudo mais dá certo. O que eu é bem provável que aconteça é Empresas que para baratear o processo contratam Profissionais Habilitados que se submetem a entregar um treinamento de 40 horas em (8 horas), ou seja, fazem um resumo, e se esquecem que isso pode ter graves consequências e ainda é extremamente proibido pela norma NR-13. Recomendo fortemente que nenhum PH faça esse tipo de negociação nem com o Curso nem com o Estágio Prático, isso pode salvar vidas.

Essas foram algumas das muitas perguntas em relação a NR-13, vou responder muito mais por aí. Acompanhe o Blog Marcos Rosa NR-13 Descomplicada e também o nosso canal no Youtube, se quiser faça a sua pergunta nos comentários ou pelas redes sociais, até a próxima!

Preservando a vida em primeiro lugar!!!


28 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo